top of page
hotmart i (4).png
  • Foto do escritorAna 🌷

✧ 12/02/2023 ✧ Rios diamantinos ✧ LEIA AQUI


Queridos,


Neste domingo, senti de trazer um poema do Kabir, mestre indiano do século XV, (Livro Kabir Cem poemas). Ele ativa em mim toda a minha confiança para seguir em frente, apesar dos percalços da vida.


Não sei vocês, mas eu acredito em um Deus externo, como uma força maior, mas ao mesmo tempo, acredito também que há uma parte desse Deus interna em mim, como uma centelha.


Então, quando clamo a Deus, é como se eu clamasse por mim mesma também e ativasse a minha força maior, o que há de divino em mim, me dando a credibilidade, a oportunidade e a confiança novamente, para seguir em frente.


Sinto como se eu nunca estivesse só, sendo sempre parte e inteira ao mesmo tempo, inserida em um mistério divino muito maior, assim como disse Kabir:


"Como o azul reside no céu, O Senhor em ti mesmo habita.

Ó servo, põe o orgulho de lado, E procura-o em teu interior.

Pois, quando te sentas em silêncio,

Fluem em ti rios diamantinos, Que lavam tua dor, tuas manchas,

E refrescam tua febre de vida.

Aquieta-te! E poderás escutar os sinos

Que soam sem serem tocados.

Aquieta-te! E sentirás a carícia da chuva

Que se derrama sem água.

És cego se pretendes vê-lo

Com o olhar dúplice da razão.

De fato, a razão mora longe.

Não é ela que diz "separação"?

Abençoado é Kabir quando canta

O canto do encontro das almas,

O canto que varre a tristeza,

O canto que transcende o ir e vir."



Que hoje fluam em ti rios diamantinos, que lavam tua dor, tuas manchas,

E refrescam tua febre de vida. 🙌🏽✨


Um excelente domingo a todos! 💖


Com amor,


Ana 🌷



3 comentários

3 comentarios


Danilo Willian
Danilo Willian
12 feb 2023

Lindo demais Ana!

🙏🏻💙


Amo essa música 😍

Me gusta
Invitado
12 feb 2023
Contestando a

Eu tb! Foi a minha música mais ouvida em 2022, no Spotify 😂🙏🏽

Me gusta

Maria
Maria
12 feb 2023

😍❤️🙌

Me gusta
bottom of page