top of page
hotmart i (4).png

✧ 26/10/2023 ✧ A Impermanência ✧ Danilo Willian


Oi, tudo bem?

Hoje eu gostaria de compartilhar com você um pequeno trecho de um livro que estou lendo. O livro se chama "Sem lama não há lótus" do monge budista Thich Nhat Hanh.


Espero que te seja tão útil como tem sido pra mim.

"O sofrimento e a felicidade são orgânicos por natureza, e isso significa que ambos são transitórios, estão sempre mudando. A flor quando murcha se transforma em adubo. O adubo pode ajudar mais uma vez na germinação da flor. A felicidade também é orgânica e impermanente por natureza. Ela pode se transformar em sofrimento, e o sofrimento pode se transformar em felicidade novamente.

Ao contemplar profundamente uma flor, você compreende que uma flor é feita somente de elementos que não são flor, como por exemplo: a terra, os minerais, o sol, as nuvens... Sem eles a flor não poderia existir. A flor não pode existir exclusivamente por si só. A flor só pode ser com tudo o mais. Você não pode remover da flor a luz do sol, o solo ou as nuvens.



Todo mundo sabe que precisamos ter lama para os lótus germinarem. A lama não cheira muito bem, mas as flores de lótus são muito perfumadas. Se você não tiver a lama, o lótus não se manifestará. Você não consegue germinar flores de lótus sobre mármore. Sem lama, não pode haver lótus.

É relativamente fácil notar, às vezes, que você está enlameado da cabeça aos pés. A coisa mais difícil de praticar é não se permitir ser dominado pelo desespero. Quando você está dominado pelo desespero, tudo o que consegue perceber é sofrimento pra onde quer que você olhe; sente como se a pior coisa estivesse lhe acontecendo. Mas nós devemos nos lembrar que o sofrimento é um tipo de lama que precisamos para gerar alegria e felicidade. Sem sofrimento não há felicidade. Não devemos, portanto, discriminar a lama. Temos que aprender a abraçar e ninar o nosso próprio sofrimento e o sofrimento do mundo, com muita ternura.

Quando eu morava no Vietnã durante a guerra, era difícil ver nosso caminho através daquela lama escura e pesada. Era como se a destruição fosse simplesmente durar para sempre. Todo dia as pessoas me perguntavam se eu achava que a guerra iria terminar em breve. Era muito difícil responder, pois não havia um término à vista. Mas eu sabia que se eu dissesse: "Não sei", isso só iria regar as sementes de desespero nelas. Então, quando as pessoas me faziam aquela pergunta, eu respondia: "Tudo é impermanente, até mesmo a guerra. A guerra terminará um dia". Sabendo disso, nós podíamos continuar trabalhando pela paz...


Se você souber fazer um bom uso da lama, você poderá cultivar lindas flores. Se souber fazer uso do sofrimento, você pode produzir felicidade. Nós precisamos sim de algum sofrimento para que a felicidade seja possível. E a maioria de nós tem sofrimento suficiente, dentro e à nossa volta, para ser capaz de fazer isso. Não temos que criar mais sofrimento."



MÚSICA ⋆ Take Me to the River ⋆ CLIQUE AQUI para ouvir no Spotify

1 comentário

1 Comment


Andreia Peixoto
Andreia Peixoto
Oct 27, 2023

Que bonito e profundo 🤍 amei


Like
bottom of page