top of page
hotmart i (4).png
  • Foto do escritorHigen

Leitura de Equipe Espiritual/ Mestre do Barco- (Relato de Regressão, parte XIV)

Sim, minha gente, continuo a descobrir mais sobre ele. E desta vez foi a Andreia quem viu.



Talvez você já tenha lido algum post meu falando do tal Mestre do Barco (se quiser ler meus relatos de regressão, é só clicar AQUI ), mas se não sabe quem é esta figura, vou fazer um resumão:


- Ele foi meu Mestre (dãaah, jura?) em uma vida e acabou morrendo por causa de uma ramelada (um erro grotesco) minha em uma praia no Japão do século XIV ou XV).

- Vivi muitas vidas carregando essa culpa (carrego até hoje).

- Chamo ele de Mestre do Barco porque a primeira visão que tive dele na sessão de regressão foi eu sentada em um barquinho em alto mar e ele de pé na proa, de costas para mim. Estávamos indo para a tal ilha onde aconteceria o duelo que eu tinha provocado. Ele foi desarmado sabendo que poderia morrer (e morreu mesmo), mas preferiu se sacrificar do que começar uma guerra.

- Quando chegamos na praia do duelo, pedi (na verdade implorei) para que ele me deixasse ir com ele, mas ele se recusou. Então peguei sua mão esquerda e chorei, e este gesto, este toque, acabou virando um código entre nós.


Muito bem.

A mil vezes maravilhosa Andreia Peixoto (nossa Mestra de Sonhos) fez uma Leitura de Equipe Espiritual para mim nesta semana, e, olha, foi susto atrás de susto.

Pedi por esta leitura porque estava me sentindo inútil e perdida (coisa normal na minha vida, diga-se de passagem), e imaginei que para ela apareceria só o Albertão (meu mentor do coração...minha nossa, e a Andreia viu que ele é o meu mentor do coração mesmo nessa leitura kkkkkkk) e olhe lá, MAS NÃO.

Apareceram 3 seres:

O primeiro, JAMAIS poderia imaginar.

O segundo, já falo sobre ele.

E o terceiro, Albertão.


Sobre o segundo, ela viu 2 vidas que tive com ele, e aqui vai:


VIDA 01:- Sou um tipo de carcereira (sinto que eu era homem nesta vida, e sinto uma vibe de Espanha) e tinha mandado para a prisão um homem grande que tinha cometido algum crime terrível. Em uma conversa que tive com ele na cadeia, mostrei os crimes que ele tinha cometido com veemência, eu realmente o via como um monstro, e em certo ponto, olhei em seus olhos- e neste gesto, ele acreditou que realmente era um monstro, através do meu olhar.

Não que ele fosse santo - longe disso, ele realmente tinha cometido vários crimes-, mas meu olhar foi a pá de cal final na sua alma para ele se afundar na crença de que não tinha salvação.


Ele morreu na solitária, furioso, deprimido e abandonado. Seu períspirito se animalizou (adquiriu uma forma animalesca, grande, deformada, assustadora), mas seu coração continuava a sofrer pelo caminho tomado.

E seu ódio por mim continuava a crescer.


VIDA 02: Ele reencarna como uma pessoa má, egoísta. Um belo dia sai de casa, sem más intenções, e ao passar por uma estrada que cruzava um bosque, tromba com uma jovem de 16 anos. Esta jovem oferece alguma coisa a ele, estende as mãos, sinto que era uma fruta, e na mesma hora ele se enche de fúria, agarra a garota pelo braço que ela tinha estendido e a arrasta para uma parte de vegetação alta.

A garota era eu.


Aqui vou ter de editar o que aconteceu, porque foi pesado - mas acho que vocês podem imaginar o que ele fez.

Porém, além do ato de selvageria, algo mais aconteceu: enquanto eu estava morrendo, me foi dada a graça de ver quem ele era e a situação que tínhamos vivido naquela vida na cadeia.

Não senti raiva, apenas pedi perdão.

Olhei-o diretamente nos olhos, perdoando-o e também pedindo perdão por ter dito que ele era um monstro. Eu simplesmente não conseguia enxergar seu coração naquela vida na Espanha, mas agora eu via.

Ele captou o meu olhar, e nesta hora foi como se seu 7° chakra arrebentasse e um sopro divino o invadisse.

Meu corpo faleceu naquele instante.

Ele se ergueu, tomado por uma sensação horrível e ao mesmo tempo diferente...o que seria aquilo?

Saiu andando, enlouqueceu, se arrependeu, vagou, pensou.

Suas próximas vidas foram dedicadas à peregrinações, expiações, meditações, auxilio ao próximo, auto perdão, busca por si mesmo. Sua alma atingiu um patamar elevado, seu coração alcançou a paz que tanto almejou e nunca se achou merecedor.

Ele apareceu para a Andreia nesta leitura como um homem de seus 40 anos, bigode, uma aura muito grande e luminosa. Ele faz questão de ser meu amparador (embora não fique o tempo todo ao meu lado), mas nunca me abandonou.

Ele seria o meu patrono nas artes manuais (a captação mediúnica entre elas), e uma forma de eu me conectar com ele é virando minhas mãos para cima, para que ele possa toca-las.


Minhas mãos.

Para que ele possa toca-las.


Nesta hora, ouvindo o áudio da Andreia, desabei a chorar.

É o Mestre do Barco.


E foi assim que nossa ligação começou, através do ódio, através de um olhar.

Nosso elo cármico foi superado com tanta maestria, que hoje somos amparador (ele) e amparada (eu). E o que eu sinto por ele é tão forte que só de pensar nele eu começo a tremer e chorar, é uma saudade absurda.


Ai vocês podem perguntar: mas porque você não viu esta vida nas regressões?

Sinceramente? Se eu visse essa vida logo de cara, eu não conseguiria aceita-lo como um amparador. De verdade.

Precisei ver o final (como estamos hoje e a culpa que ainda carrego por tê-lo abandonado naquele duelo, assim como quando ele me salvou depois que o Albertão me resgatou de um dos Umbrais em que me meti) para poder entender e aceitar como começamos.


E é isso, mais uma história sobre o Mestre do Barco.

Se vocês quiserem, posso falar sobre as outras 2 criaturas que a Andreia viu na minha leitura (e uma delas é o Albertão, mas com mais detalhes).


Andreia, jovem, MUITO OBRIGADA por esta leitura. Me arrepiou da cabeça aos pés.

Aconselho a todos fazerem, porque olha...

Já diz o ditado:



5 comentários

5 Comments


Ana 🌷
Ana 🌷
Jun 09, 2023

Que história mais incrível, do ódio ao amor!! Essa leitura da nossa mestra amada é mágica e curadora! ✨💖

Like

Nossa chorei . Higen do céu. Que Deus abençoe esse dom mágico que você carrega em suas mãos. Te ler é um presente pra mim, uma honra REAL. Me sinto profundamente abençoada nesse momento, uma gratidão que não se mede, por você existir e estar aqui comigo nessa jornada linda da vida. Te amo 🩵

Like
Higen
Higen
Jun 09, 2023
Replying to

Pode pá que é nois :)



Like

Bruna Bru
Bruna Bru
Jun 09, 2023

Tão grata por estar aqui e poder ler esse relato, Higen. Uau. Esse trabalho da nossa fada Andreia é realmente esplêndido. Querida, obrigada por compartilhar conosco coisas tão profundas de sua alma. E sim, eu queroooo saber sobre as outras duas criaturas.


Cheguei à pouco no portal, mas preciso dizer que Te Amo.


Beijos e abraços, Bruna 🌿🌹

Like
Higen
Higen
Jun 09, 2023
Replying to

Caiu um cisco aqui no meu olho, pera kkkkkk

Eu que agradeço, jovem!!!

Like
bottom of page